A “abertura de Lacerda” e o xadrez político brasileiro

Abertura é um movimento de xadrez utilizado para desenhar o plano inicial de uma partida. É, basicamente, o que eu sei sobre o termo e sobre xadrez. Mas o fato é que a direita está usando uma carta dos tempos de “Karpov vs Fischer” para tentar se afastar do bolsonarismo que os levou ao poder. Ou seja, uma “Abertura de Lacerda”.

Abertura de Lacerda

Explico: Carlos Lacerda sabia que nas urnas seu caminho até o poder executivo federal seria praticamente inviável. Para atingir seu projeto pessoal de poder, portanto, apoiou os militares no Golpe de 1964. Pensava que logo a onda militarista passaria e seu caminho estaria aberto no que seria uma eleição fácil com tantos adversários cassados.

Lacerda viu a oportunidade no Golpe de 64, mas acabou perseguido pela Ditadura (Agência O Globo)

Só que Lacerda foi perseguido e morto durante a ditadura.

A direita atual, contudo, segue o mesmo caminho, procurando se distanciar do bolsonarismo para esperar que desmorone e deixe caminho aberto para uma vitória eleitoral em 2022 com algum engomadinho que adote um discurso mais moderado.

Leia também:
Brasil de Bolsonaro, a república do Reizinho
Não existe mais bala perdida no Rio de Janeiro

Acreditam que irão conseguir acalmar o discurso nacional o bastante para que apenas os esquerdistas sofram o pior da crescente truculência governamental e que eles se safem.  A Abertura de Lacerda é um movimento sem nenhum histórico de sucesso. Por que pensar que dessa vez, um grupo radical, que já instiga violência nas ruas contra pessoas de esquerda (em um mundo onde isso inclui Deltan Dallagnol) e com apoio militar o resultado haveria de ser diferente?

A partir de R$ 2 mensais, você colabora com a produção de mais conteúdo nas plataformas do Lado B do Rio. Seja Padrim e conheça as metas e benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest