Corrida eleitoral: no Rio, pré-candidato a vereador utiliza espaço público para reunião política

Em função da pandemia da Covid-19, há uma certa indefinição em relação às datas das eleições municipais, originalmente marcadas para outubro. Após ser aprovada no Senado, a proposta de adiamento para os dias 15 e 29 de novembro, primeiro e segundo turnos, respectivamente, agora foi encaminhada à análise da Câmara dos Deputados.

No entanto, nem mesmo esta incerteza impede que alguns políticos aparentemente iniciem a corrida eleitoral utilizando espaços públicos, o que é errado. É o caso do ex-superintendente da Barra da Tijuca, Sancler Mello.

Leia também:
Crivella usa pesquisa de opinião para encaminhar cariocas à morte
Como morrem os afetos?
Na pandemia, Bolsonaro é mais letal que a Covid-19

Exonerado do cargo exercido na Administração Municipal a pedido, no dia 2 de abril, para se lançar pré-candidato a vereador pelo Podemos, do senador Romário, Mello esteve em uma reunião política com “jovens interessados na melhoria do bairro”, nas dependências da Superintendência de Guaratiba, conforme publicação feita em uma rede social, nesta terça-feira, 30.

Na imagem, também é possível ver que o superintendente local, Lindon Johnson Martins, esteve presente ao encontro.

Sancler, com o braço levantado, ao fundo. Já Lindon Johnson é o segundo agachado, à direita

Qualquer pré-candidato na corrida eleitoral tem direito a reunião política em espaço privado. O problema, neste caso, é utilizar de uma área pública para fins aparentemente eleitorais. Tudo indica que Mello, que também atua no Núcleo Espírita Alan de Mello (Neam), bastante conhecido no Recreio dos Bandeirantes, começou dando mau exemplo.

Um comentário em “Corrida eleitoral: no Rio, pré-candidato a vereador utiliza espaço público para reunião política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest