Vereador do Rio tem pelo menos quatro familiares em cargos comissionados na gestão municipal

Dedicado à família. Este é um dos atributos descritos no perfil do vereador Eliseu Kessler (PSD-RJ). E a julgar pela apuração do Lado B do Rio, a devoção é verdadeira.

Atualmente em seu segundo mandato, Kessler está na vida pública desde 2005. Antes de ocupar um assento no Palácio Pedro Ernesto, ele foi diretor do Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande, Zona Oeste da cidade.

Cristão, intitula-se “comprometido com a palavra”. É pastor da denominação neopentecostal Assembleia de Deus de Madureira, cujo líder é o bispo Abner Ferreira. Nas redes sociais, se orgulha de ter votado “contra a ideologia de gênero nas escolas”.

Mas apesar dos predicados, o que os 10.777 eleitores que lhe certificaram a reeleição em 2016 certamente não gostariam de saber, é que, aparentemente, o vereador tem aproveitado sua influência para facilitar a vida profissional de pelo menos quatro familiares, lotados em cargos comissionados na Administração Direta e Indireta do município comandado por Marcelo Crivella (Republicanos), com salários brutos que, somados, se aproximam dos R$ 49 mil mensais. A prática é considerada controversa.

Leia também: Corrida eleitoral: no Rio, pré-candidato a vereador utiliza espaço público para reunião política

Renata

Renata Formaggini Kessler é a esposa do vereador. Nas redes sociais, demonstra paixão por viagens e cachorros. Está nomeada desde 7 de junho de 2018 na Coordenadoria Geral de Ações de Cidadania da Subsecretaria de Relações Institucionais, vinculada à Secretaria Municipal da Casa Civil. De acordo com o Portal de Remuneração do Servidor, seus vencimentos atuais são de R$ 20.640,56, conforme abaixo.

Bryan

Bryan Moret Kessler é o filho. À primeira vista, o rapaz deixa transparecer uma estampa versátil. Pelas fotografias que ostenta, dá pinta de apaixonado pelos prazeres de boa parte dos jovens de classe média alta, como carros importados. Também é músico, tanto que, em 2015, o próprio pai propôs à mesa diretora da Câmara que lhe ofertasse uma Moção de Louvor e Congratulação pela ocasião do dia dedicado aos profissionais. É fã de Jair Bolsonaro. Em uma rede social, há inclusive espaço para uma foto com o então presidenciável, publicada em agosto de 2017.

Com o então deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro, antes das eleições de 2018

Bryan bate ponto ainda na Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb). Sua função, desde 19 de novembro de 2018, é coordenador técnico, na Superintendência Regional Oeste. Seu último salário foi de R$ 10.313,45.

Graziele e Gizelle

Graziele Rangel Formaggini de Souza Oliveira e Gizelle Rangel Formaggini de Souza Vasconcelos são enteadas do vereador. E tudo indica que elas também contaram com a interferência do padrasto para conseguir um trabalho.

Graziele atua, desde 23 de setembro de 2019, na mesma coordenadoria que sua mãe, a de Ações de Cidadania, na Subsecretaria de Relações Institucionais, vinculada à Casa Civil. Seu cargo atual é Assistente I, o que lhe garante um salário líquido de R$ 12.105,56.

Outra coincidência gira em torno da irmã caçula: Gizelle. Ela atua na mesma empresa pública que seu meio-irmão, Bryan. Encontra-se na Comlurb desde 25 de junho de 2018, como coordenadora de processo, com remuneração de R$ 5.644,66.

Soma-se isso ao teto de R$ 21 mil para o salário de um vereador no Rio de Janeiro, e temos um caso de sucesso familiar incomum, sobretudo em um país onde atualmente mais da metade da população economicamente ativa está sem trabalhar.

Por meio dos contatos disponíveis em seu perfil no site da Câmara Municipal, o Lado B do Rio tentou ouvir o vereador sobre a recorrência de contratações de familiares na administração pública de 2018 em diante, mas não obteve sucesso até a publicação desta reportagem. Em nome do bom jornalismo, o espaço segue aberto.

Um comentário em “Vereador do Rio tem pelo menos quatro familiares em cargos comissionados na gestão municipal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest