‘Amigo secreto’, Vaza-Jato e o escândalo na Espanha

“Amigo Secreto” chegou às salas de cinema em junho e ainda está disponível em algumas cidade. E vale muito a pena ver! É mais um trabalho da diretora e roteirista Maria Augusta Ramos, que em 2018 dirigiu “O Processo”, documentário sobre o processo de impeachment da então presidenta Dilma Rousseff. Desta vez, seu mais novo longa metragem é sobre a Vaza Jato – a trocas de mensagens do então procurador Deltan Dallagnol e do juiz Sério Moro publicadas em 2019 pelo The Intercept Brasil em seu site. Os chats do Telegram revelaram o que muitos já sabiam: o juiz não foi nem um pouco imparcial durante toda a investigação que levou ao ex-presidente Lula à prisão, justo em 2018, ano das eleições presidenciais, tirando-o da disputa.

O documentário mostra os bastidores das redações do The Intercept Brasil e do jornal El País Brasil, veículo que também publicou reportagens sobre as mensagens e editoriais reforçando a importância de o conteúdo vir a público tamanha a gravidade dos delitos dos “heróis da nação”, como eram vistos.

Leia também:
Após ataques e sucateamento de Bolsonaro, artistas populares acordam no embalo de Lula

Se alguns veículos da imprensa corporativista fingiam não haver nada, logo eles que adoravam noticiar trechos de delações, o jornalista Leandro Demori (The Intercept Brasil), a então diretora do El País Brasil, Carla Jiménez e as jornalistas Marina Rossi e Regiane Oliveira pensavam muito diferente – e ainda bem. Graças ao trabalho da equipe jornalística desses veículos, sabemos que a Operação Lava-Jato tinha um alvo, o ex-presidente Lula. E as principais empreiteiras, como a Odebrecht, não escaparam da ambição desmedida de Sérgio Moro através de multas milionárias. Nem a Petrobrás, que em 2010 já era a 4ª maior empresa do mundo, de acordo com matéria do UOL, escapou.

“Amigo Secreto” é um documentário que ainda vamos ouvir falar muitas vezes, pois mostra que em países cujas democracias estão arranhadas é o jornalismo sério com pessoas competentes que faz toda a diferença.

Na Espanha de 2022, mais uma “Vaza Jato”

Aproveito para, além de recomendar o longa de Maria Augusta Ramos, falar sobre mais um caso em que o jornalismo cumpre muito bem o seu papel de trazer a verdade a público. O ‘El País’ da Espanha recentemente publicou áudios de conversas desde 2010 entre um empresário e antigo delegado da polícia, José Manuel Villarejo, e Dolores de Cospedal, a ex-ministra da Justiça do Partido Popular (PP). Ambos já se conheciam de longa data e os áudios revelam mais que uma amizade com muitas trocas de favores: mostram um esquema sujo para prejudicar o ex-vice-presidente Pablo Iglesias, do PODEMOS.

Caso “Vaza-Jato” é o mote do documentário “Amigo Secreto”; na Espanha, imprensa também descobriu conluiu contra ex-vice-presidente de esquerda (Reprodução)

Numa das conversas, em 2017, Villarejo comenta com sua amiga Dolores que no ano anterior foi fabricado um inquérito falso que foi amplamente divulgado pelos canais do grupo Atresmedia, que dizia que Iglesias havia recebido dinheiro ilegal do Irã. A coisa ainda fica pior. Em 2016 também se fabricou outro escândalo, desta vez com a intenção de divulgar ao vivo no canal La Sexta que Pablo Iglesias recebeu dinheiro do presidente Nicolás Maduro através de uma conta num paraíso fiscal. O apresentador da Antonio García Ferreras disse nos áudios a Villarejo “es demasiado burdo” (“é muito tosco”).

Já vimos exemplos de como a imprensa não deve se comportar. Especialmente a nossa, que já manipulou eleições e quedas de presidentes democraticamente eleitos. Contudo, ainda há exemplos de como o jornalismo deve atuar, como o ‘El País Espanha’, e a imprensa independente, como o The Intercept Brasil. Vemos na Espanha mais um caso de ‘Lawfare‘ ou guerra híbrida entre os políticos, Judiciário e alguns veículos de comunicação, não muito diferente do que já aconteceu na América Latina.

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos…

*Deseja ajudar o Lado B? Torne-se um apoiador na Orelo a partir de R$ 2 por mês ou faça um PIX para [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.