O Brasil é terra indígena!

Essa semana tem sido mais uma de intensa luta dos povos indígenas brasileiros. Mais de 6 mil pessoas, de diferentes povos, estão em Brasília reunidas no acampamento Luta Pela Vida para pressionar o Supremo Tribunal Federal no julgamento do Marco Temporal. 

A decisão do STF se dará a partir da ação movida pelo Governo de Santa Catarina contra o povo Xokleng. A decisão tomada neste caso servirá de parâmetro para a gestão federal e futuras decisões judiciais no que se refere à demarcação de terras indígenas. Na prática, caso seja aprovada a ideia de um Marco Temporal, significa que o Estado brasileiro deixará de reconhecer qualquer conquista ou direito [dos povos indígenas] que sejam anteriores a 1988, ano da atual Constituição. É a mais pura barbárie. 

Leia mais de Lana de Holanda

A palavra Brasil se origina de “vermelho como brasa”, do tupi-guarani. Porém, apesar da raiz do nome do nosso país, quase nada nos faz lembrar, no dia a dia, que estamos sob solo indígena. O apagamento a que os povos indígenas foram –  e ainda são – submetidos é muito forte. Existe o genocídio dos povos, que seguem sendo mortos por balas dos grileiros ou pelas doenças não controladas pelo governo; e existe o etnocídio que também busca exterminar a cultura e a diversidade indígena. 

É inadmissível que mais de 500 anos após a invasão portuguesa, os povos originários ainda estejam lutando pelo básico direito de terem suas terras demarcadas, numa vigilância constante e sempre ameaçada, seja pelo Governo Federal vigente, pelo oportunismo do Congresso Nacional ou pelo humor dos ministros do STF. 

Luta indígena em Brasília é para conter a barbárie contra os povos originários (Mídia Ninja)

É inadmissível que tantas pessoas que nos últimos meses passaram a achar “cool” se afirmar antirracistas, se silenciem diante de mais uma forte ameaça não apenas aos direitos, mas à existência de indígenas no Brasil. 

O Marco Temporal é uma sentença de morte, que não pode ser aceita. Precisamos nos solidarizar e lutar ao lado dos povos verdadeiros donos dessa terra. 

#MarcoTemporalNão #TerraIndigenaFica 

A partir de R$ 2 por mês, você colabora com a produção de mais conteúdo nas plataformas do Lado B do Rio. Seja Padrim ou apoie no PicPay e conheça as metas e benefícios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest